A premiação irá selecionar práticas bem-sucedidas do 1º e 2º graus que possam ser disseminadas e aplicadas nacionalmente na Justiça do Trabalho.

540As inscrições para o “Prêmio Cooperari - Estratégias para evoluir” estão abertas. O concurso tem como finalidade identificar as iniciativas executadas pelos órgãos da Justiça do Trabalho que possam ser replicadas como estratégia nacional para impulsionar os Objetivos e Metas do Plano Estratégico da Justiça do Trabalho de 1º e 2º graus. O prêmio foi lançado pela presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST) e do Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT), ministra Maria Cristina Peduzzi, na última segunda-feira (1º), durante a sessão de abertura do ano Judiciário.

As inscrições devem ser realizadas de 8 de fevereiro a 19 de março, mediante preenchimento de ficha de inscrição disponível na página do prêmio, por meio de upload de todos os elementos necessários. Os órgãos vencedores em cada instância receberão o Selo Prêmio Cooperari da Justiça do Trabalho, a ser entregue em cerimônia solene prevista para agosto deste ano.

O Prêmio

O Cooperari pretende proporcionar melhores condições para o alcance de metas e objetivos estratégicos da Justiça do Trabalho, além de otimizar a qualidade do gasto público. Além disso, objetiva incentivar a inovação e a padronização de práticas judiciais e administrativas, proporcionar maior qualidade de vida no trabalho e estimular a participação da sociedade na melhoria do sistema de Justiça.

A premiação segue os critérios estabelecidos na Resolução CSJT 259/2020, que aprovou o Modelo de Gestão Estratégica da Justiça do Trabalho de 1º e 2º graus e prevê que os tribunais encaminhem propostas para formação do portfólio inicial de iniciativas nacionais do Plano Estratégico.

Etapas

Cada edição do concurso terá duas etapas. A primeira se destina à seleção de cinco iniciativas por instância, a cargo de uma comissão formada por integrantes do Comitê Gestor da Estratégia da Justiça do Trabalho (CGE-JT), definido na Resolução CSJT 259/2020. A seleção se dará a partir de critérios específicos, estabelecidos em regulamento próprio. A segunda fase consiste em votação aberta, com a participação de magistrados, servidores, advogados e cidadãos comuns, para eleger, entre as iniciativas selecionadas pela comissão, a que se considere a melhor para o aprimoramento da justiça.

Os órgãos com as iniciativas mais votadas em cada categoria (1º e 2º graus) serão premiados, e as vencedoras serão submetidas à apreciação da Presidência do CSJT para eventual inclusão no portfólio de iniciativas nacionais. A cada edição do concurso, serão definidos, em regulamento específico, a temática, as condições de participação, a forma de inscrição, os critérios de julgamento, a premiação e o respectivo cronograma, alinhados às prioridades do Plano Estratégico em vigor.

Edições

Serão realizadas duas edições do concurso a cada ciclo de seis anos do Planejamento Estratégico: uma no primeiro semestre do primeiro ano de vigência do plano estratégico, com o objetivo de definir o portfólio inicial de iniciativas nacionais, e a segunda no primeiro semestre do quarto ano de vigência do plano, objetivando revisar e atualizar o portfólio.

Para mais informações acesse o regulamento do Prêmio Cooperari.

 

Fonte: CSJT

Nova Logo Trabalho Seguro 02

Banner Programa de combate ao trabalho infantil

PJe 2 02

icones logo 3

icones logo 2