592A nona e última Reunião Ordinária do Colégio de Presidentes e Corregedores dos Tribunais Regionais do Trabalho (Coleprecor) de 2022, foi realizada em Foz do Iguaçu (PR), nos dias 28 e 29/11/2022, segunda e terça-feira. A presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região Amazonas e Roraima (TRT-11), desembargadora Ormy da Conceição Dias Bentes, participou do evento que debateu temas relacionados à residência jurídica nos tribunais, teletrabalho e execuções coletivas, entre outros.

O atual presidente do Coleprecor, desembargador Marcello Maciel Mancilha (presidente do TRT-17/ES) compôs a mesa ao lado futura presidente do Colégio e anfitriã do encontro, a desembargadora Ana Carolina Zaina, presidente do TRT-9 (PR), ao lado da corregedora do TRT-15 (Campinas) e atual vice-presidente do Coleprecor, desembargadora Ana Paula Pellegrina Lockmann, e do presidente do TRT-18 (GO) e atual secretário-geral da entidade, desembargador Daniel Viana Júnior.

Durante a abertura do evento, presidentes e corregedores eleitos no segundo semestre em seus respectivos Regionais se apresentaram. Alguns já tomaram posse e outros serão empossados futuramente, a exemplo do desembargador Audaliphal Hildebrando da Silva, que assumirá a presidência do TRT-11 em 15 de dezembro, para o biênio 2022-2024.

Os diretores-gerais, os secretários de Tecnologia da Informação e Comunicações (Setic) e das Corregedorias Regionais (Secor) e os secretários-gerais judiciários dos tribunais trabalhistas também estão reunidos em Foz do Iguaçu. Os diretores regionais debateram propostas de aperfeiçoamento dos canais de comunicação com o Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT), além de premissas para a efetivação da execução orçamentária deste exercício. A comissão dos gestores da Setic debateu a atualização da migração do PJe (Processo Judicial Eletrônico) para o conceito de nuvem digital, aproveitando a experiência do TRT do Espírito Santo. Superadas as questões técnicas, financeiras e de licenciamentos de software, resta somente, para a migração, concluir a avaliação funcional dos sistemas.

Na comissão das Secor, as discussões se deram em torno de ações como o Projeto Garimpo, que usa a tecnologia para identificar saldos de depósitos judiciais em processos já arquivados. A finalidade é destinar os valores aos respectivos credores. Outro tema debatido pelas corregedorias foi a melhor forma de monitoramento e suporte às Varas do Trabalho, em especial àquelas que enfrentam dificuldades com redução do quadro de servidores. A segurança digital de alvarás judiciais foi o assunto da comissão que reuniu as Secretarias-Gerais Judiciárias.


Fonte: Coleprecor

Colaboração: Assessoria de Comunicação do TRT-9 (PR)

Nova Logo Trabalho Seguro 02

Banner Programa de combate ao trabalho infantil

PJe 2 02

icones logo 3

icones logo 2