O Evento atende objetivos sustentáveis da Agenda 2030 da ONU

595A presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região Amazonas e Roraima (TRT-11), desembargadora Ormy da Conceição Dias Bentes, participou nesta quarta-feira (30/11/2022), em São Paulo, do VII Encontro Anual da Sustentabilidade, promovido pela TRT-2 (SP), que contou com a presença de diversos especialistas para estimular reflexões e compartilhar boas práticas. Entre outras finalidades, o evento atende aos objetivos sustentáveis da Agenda 2030, da Organização das Nações Unidas (ONU), da qual o Brasil é signatário.

Para a desembargadora-presidente do TRT-2, Beatriz de Lima Pereira, iniciativas do tipo são uma oportunidade para que o Judiciário aprenda com as mais diversas áreas do conhecimento e incorpore as experiências apresentadas em âmbito interno. “Sou do tempo de um Judiciário hermético, fechado; talvez pela crença de que ele só tinha a ensinar. Felizmente, essa mentalidade mudou. Hoje vemos que o mais importante é aprender com a sociedade”, afirmou na abertura do encontro.

Multiplicar conhecimento. É o papel que as pessoas devem assumir com relação ao tema do desenvolvimento sustentável, na opinião da desembargadora Regina Duarte, que preside a Comissão Permanente de Gestão Socioambiental da 2ª Região. “Precisamos divulgar esses assuntos para a família, colegas e no ambiente de trabalho. Temos que ser agentes multiplicadores para que possamos progredir sem solapar os recursos das gerações futuras”, ressaltou.

Alerta

Para a especialista em gases do efeito estufa Denize Cavalcanti, a conversão do processo em papel para o formato virtual foi um erro ambiental. Isso porque a produção de papel gera uma quantidade ínfima de dióxido de carbono (gás poluente) comparado ao processo eletrônico (que consome mais energia e utiliza data center e equipamentos de informática muito poluentes na fabricação). Acrescenta que 15% das emissões de gases de efeito estufa são decorrentes de compras da Administração Pública. Por isso, é preciso rever essas aquisições e traçar planos para reduzir, mitigar e compensar essas emissões. Ela lembra, ainda, que uma simples atitude, como o uso exclusivo de etanol nos veículos (no lugar da gasolina ou diesel) eliminaria por completo a emissão do gás carbono na atmosfera.

Boas práticas

Para o auditor do Tribunal de Contas da União Ítalo Figueiredo, outras atitudes sustentáveis podem ser incorporadas pelo poder público, como: compras de produtos com madeiras certificadas e de copos biodegradáveis (em vez dos de plástico), a implementação do estoque virtual (no lugar do físico), compras compartilhadas e, em especial, o acompanhamento pela Alta Administração do Plano Anual de Compras. Nesse sentido, cita que essa é uma ferramenta de gestão que tem gerado bons resultados no TRT-13; lá, o presidente visualiza diariamente na tela do computador valores de contratações, percentuais de entrega e atraso das aquisições do órgão e economia alcançada com relação ao último relatório.

COORDENADORIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL
COM INFORMAÇÕES DO TRT-2.

Nova Logo Trabalho Seguro 02

Banner Programa de combate ao trabalho infantil

PJe 2 02

icones logo 3

icones logo 2