678a

O Centro de Memória da Justiça do Trabalho da 11ª Região (Cemej 11), em parceria com os gestores regionais do Programa de Combate ao Trabalho Infantil e Estímulo à Aprendizagem, realizou, no dia 31 de outubro, uma sessão especial do projeto Cinema com Sabor, com a participação de mais de 70 alunos de programas de aprendizagem, no auditório do anexo administrativo. O projeto fomenta debates, reflexões e promove a integração com a Justiça do Trabalho por meio da exibição de filmes e documentários.

Nesta edição, foi apresentado o filme “O Preço do Amanhã”. Participaram da sessão alunos do Instituto Técnico Educacional Mirian Menchini (ITEMM); da Associação para o Desenvolvimento Coesivo da Amazônia (ADCAM); do Projeto Gente Grande (PGG), desenvolvido pela Associação Beneficente O Pequeno Nazareno (OPN), além de jovens do abrigo coordenado pela Secretaria Estadual de Assistência Social (SEAS). Todas as instituições que atuam contra o trabalho infantil e a favor do estimulo à aprendizagem.

Acompanhando os alunos do PGG, a assistente social Edian Carla Matias disse estar bastante contente por participar ao lado dos adolescentes da visita ao TRT11. “O projeto Gente Grande busca preparar jovens para inserção no mercado do trabalho. Alguns desses estudantes estavam em trabalhos informais. Eles nem sonhavam em frequentar um Tribunal e ter um momento de descontração, assistindo um filme, ao lado de juízes. Nossos alunos são, ainda, das zonas mais distantes de Manaus e poder estar aqui, além de qualquer outra coisa, possibilita a eles a esperança de um futuro melhor, por meio dos estudos”, disse.

A Sessão Especial do Cinema com Sabor contou com a presença do presidente do TRT11, desembargador Lairto José Veloso; dos gestores regionais Programa de Combate ao Trabalho Infantil e Estímulo à Aprendizagem, desembargadora Joicilene Jeronimo Portela e juiz Igo Zany Nunes Corrêa; do procurador chefe do Ministério Público do Trabalho (MPT), Jorsinei Dourado do Nascimento; dos juízes do trabalho Yone Silva Gurgel Cardoso e Túlio Macedo Rosa e Silva; e do auditor fiscal do Trabalho Emerson Victor Hugo Costa de Sá.

Ao final da sessão, o juiz Túlio Macedo Rosa e Silva, membro da Diretoria do Centro de Memória, conduziu os trabalhos de reflexão sobre a relação entre o enredo do filme e a realidade contemporânea, especialmente quanto aos aspectos relacionados ao  tempo como mercadoria, as relações de trabalho na atualidade e o papel social da Justiça do Trabalho.

Confira as fotos AQUI.

ASCOM/TRT11
Texto: Jonathan Ferreira
Foto: Renard Batista
Esta matéria tem caráter informativo, sem cunho oficial.
Permitida a reprodução mediante citação da fonte.
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
Tel. (92) 3621-7238/7239